Resumo

Clasificado en Economía

Escrito el en español con un tamaño de 13,27 KB

 

Determinação da taxa de câmbio

Conceito: medida de conversão da moeda nacional em moeda de outros países. Sua determinação pode ser:

• institucional: pela decisão de autoridades econômicas com taxas fixas de câmbio.

• funcionamento do mercado: taxas de flutuantes em decorrência das pressões de oferta e demanda de divisas estrangeiras.

Demanda de divisas: constituída pelos importadores, que precisam delas para pagar suas compras no exterior.

Oferta de divisas: realizada pelos exportadores, que recebem moeda estrangeira, como pela entrada de capitais financeiros

internacionais (turistas, etc.).

Desvalorização cambial: aumento da taxa de câmbio;

Valorização cambial: queda na taxa de câmbio.

Taxa de câmbio é interligada aos preços dos produtos exportados e importados e também a balança comercial.

Taxa de câmbio e inflação

Valorização cambial e inflação: a primeira permite ancorar os preços internos e reduzir a taxa de inflação.

Desvalorização cambial e inflação: efeito contrário ao anterior.

Efeito da elevação da inflação interna sobre a taxa de câmbio: pode gerar um círculo vicioso.

 

Valorização real e valorização nominal do câmbio: o primeiro é igual à valorização nominal, menos a taxa

de inflação do período.

Competitividade no comércio exterior: deve ser avaliados a partir do câmbio real.

Políticas externas

Política cambial: dependem do tipo de regime cambial adotado pelo país.

Regime de taxas fixas de câmbio: foi adotado por países com elevadas taxas de inflação, nos anos 80 e 90, para

não haver elevação dos produtos importados de acordo com as variações cambiais.

Regime de taxas flutuantes ou flexíveis de câmbio: determinada pelo mercado de divisas, permitindo a defesa das

 reservas cambio.

Política comercial:

• alterações das tarifas sobre importações;
• regulamentação do comércio exterior.

Fatores determinantes do comportamento das exportações e importações

Exportações: são influenciadas por diversas variáveis.

• preços externos em dólares;
• preços internos em reais;
• taxa de câmbio;
• renda mundial;
• subsídios e incentivos às exportações.

Importações: principais fatores determinantes.

• preços externos em dólares;
• preços internos em reais;
• taxa de câmbio;
• renda e produto nacional;
• tarifas e barreiras às importações.

A estrutura do balanço de pagamentos: registro estatístico-contábil de todas as transações

 econômicas realizadas entre os residentes de um país com os residentes dos demais países.

Efeitos sobre a atividade econômica:

• imposto proporcional sobre a renda seria neutra do ponto de vista do controle da demanda agregada;
• imposto progressivo exerce controle quase automático sobre a demanda;
• curva Lafer: quando a alíquota é relativamente baixa, estabelece-se uma relação direta entre ela e
a arrecadação;

 efeito Olivera-Tanzi: ocorre em períodos de aceleração inflacionária, há uma defasagem entre

 o fato gerador do imposto e o momento de seu recolhimento

As funções econômicas do setor público

Função alocativa: está associada ao fornecimento de bens/serviços não oferecidos adequadamente

pelo sistema de mercado.

Bens públicos: impossibilidade de excluir determinados indivíduos de seu consumo, uma vez delimitado

o volume da produção.

Princípio da exclusão: quando um indivíduo pode pagar pelo consumo de um bem e o indivíduo que não

 pode pagar é excluído desse consumo.

Bem rival: quando o consumo de um bem por um indivíduo exclui o consumo por outros indivíduos.

Bem não rival: quando o consumo de um bem por um indivíduo não diminui a quantidade a ser consumida

por demais indivíduos.

Bens de consumo coletivo: bem público que pode ser usado por vários indivíduos

sem excluir outro indivíduo, pois sua utilização não é saturada.

Bens semipúblicos: satisfazem o princípio da exclusão, mas são produzidos pelo Estado.

Função distributiva: governo funciona como agente redistribuídor de renda ao tributar,

retirar recursos dos segmentos mais ricos da sociedade e transferi-los para os

 segmentos menos favorecidos.

Função estabilizadora: intervenção do Estado na economia para alterar o comportamento

 dos níveis de preços e emprego.

Quarta função do setor público: função de crescimento econômico, que diz respeito

às políticas que permitem aumentos na formação de capital.



Princípio das vantagens comparativas: sugere que cada país deva se especializar

na produção da mercadoria em que é relativamente mais eficiente. Ele deve importar bens

cuja produção implicar custos relativamente maior. Assim, os países podem concretizar trocas.

Limitações: relativamente estática, não levando em consideração a evolução das estruturas da

 oferta e da demanda, ou das relações de preço entre produtos negociados no mercado internacional.

Desvalorização cambial: aumento da taxa de câmbio;

Valorização cambial: queda na taxa de câmbio.

Taxa de câmbio é interligada aos preços dos produtos exportados e importados e também

a balança comercial.

Taxa de câmbio e inflação

Valorização cambial e inflação: a primeira permite ancorar os preços internos e reduzir a taxa de inflação.

Desvalorização cambial e inflação: efeito contrário ao anterior.

Efeito da elevação da inflação interna sobre a taxa de câmbio: pode gerar um círculo vicioso.

 

Valorização real e valorização nominal do câmbio: o primeiro é igual à valorização nominal,

menos a taxa de inflação do período.

Competitividade no comércio exterior: deve ser avaliados a partir do câmbio real.

Políticas externas

Política cambial: dependem do tipo de regime cambial adotado pelo país.

Regime de taxas fixas de câmbio: foi adotado por países com elevadas taxas de inflação,

nos anos 80 e 90, para não haver elevação dos produtos importados de acordo com as variações

cambiais.

Regime de taxas flutuantes ou flexíveis de câmbio: determinada pelo mercado de divisas,

permitindo a defesa das reservas cambial

Política comercial:

• alterações das tarifas sobre importações;
• regulamentação do comércio exterior.

Fatores determinantes do comportamento das exportações e importações

Exportações: são influenciadas por diversas variáveis.

• preços externos em dólares;
• preços internos em reais;
• taxa de câmbio;
• renda mundial;
• subsídios e incentivos às exportações.
 

Importações: principais fatores determinantes.

• preços externos em dólares;
• preços internos em reais;
• taxa de câmbio;
• renda e produto nacional;
• tarifas e barreiras às importações.

A estrutura do balanço de pagamentos: registro estatístico-contábil de todas as

 transações econômicas realizadas entre os residentes de um país com os residentes dos

demais países.

Transações da conta Haveres e Obrigações no Exterior:

• divisas;
• ouro monetário;
 direitos especiais de saque

As funções econômicas do setor público

Função alocativa: está associada ao fornecimento de bens/serviços não oferecidos

 adequadamente pelo sistema de mercado.

Bens públicos: impossibilidade de excluir determinados indivíduos de seu consumo,

uma vez delimitado o volume da produção.

Princípio da exclusão: quando um indivíduo pode pagar pelo consumo de um bem e o

indivíduo que não pode pagar é excluído desse consumo.

Bem rival: quando o consumo de um bem por um indivíduo exclui o consumo por outros

indivíduos.

Bem não rival: quando o consumo de um bem por um indivíduo não diminui a quantidade

a ser consumida por demais indivíduos.

Bens de consumo coletivo: bem público que pode ser usado por vários indivíduos sem

excluir outro indivíduo, pois sua utilização não é saturada.

Bens semipúblicos: satisfazem o princípio da exclusão, mas são produzidos pelo Estado.

Função distributiva: governo funciona como agente redistribuídor de renda ao tributar,

 retirar recursos dos segmentos mais ricos da sociedade e transferi-los para os

 segmentos menos favorecidos.

Função estabilizadora: intervenção do Estado na economia para alterar o comportamento

dos níveis de preços e emprego.

Quarta função do setor público: função de crescimento econômico, que diz respeito às

políticas que permitem aumentos na formação de capital.